O peso financeiro das qualificações

Postado por Geraldo em 18/out/2016 - 1 Comentário

Segundo a Catho, maior site de relacionamento para profissionais, uma formação em nível de pós-graduação representa 22% a mais no seu salário.

Ter acesso aos cargos de coordenação, gerência e direção exige dos candidatos mais que experiência, independentemente da área de atuação. Os altos cargos exigem poder de inovar, capacidade de liderar e influenciar pessoas. Assim, quanto mais o profissional estuda mais desenvolve a capacidade de compreender a integração de sua área de atuação com outras áreas, dentro e fora da empresa.

Na atualidade, necessita-se estar sempre em atualização. A participação em eventos, feiras, congressos e cursos garante ao profissional ampliar sua rede de relacionamentos, mas na hora de contratar a empresa avaliará quando foi seu ultimo curso e com qual frequência que se retorna à universidade para realizar novos cursos.

Uma dica do mercado é ter um intervalo máximo de 2 anos entre a conclusão de um curso e o início de outro, quando se trata de uma pós-graduação ou MBA para outro. Para graduados, o importante é iniciar uma pós-graduação logo ao concluir a graduação, com intervalo máximo de um ano entre a conclusão da graduação e o início de uma pós-graduação ou MBA.

É importante lembrar que vários cursos requerem estágios, pesquisas e publicações o que permite ainda uma ampliação  de suas qualificações que podem e devem estar no seu currículo.